Maio Amarelo

Maio Amarelo

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, 90% dos acidentes são motivados por falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção. Não é o buraco na estrada, não é o freio do carro. Somos nós, motoristas, motociclistas, pedestres ou ciclistas.
 
É muito provável que você, como líder, já tenha lidado com um acidente de trânsito envolvendo um funcionário. Desde um simples atraso por uma pequena colisão traseira até algo mais grave com um colaborador a caminho do trabalho, os acidentes infelizmente fazem parte da rotina das empresas.
 
O Maio Amarelo, em sua quinta edição, tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. De 2011 a 2015, cerca de 210 mil mortes em acidentes de trânsito são registradas. São cinco mortes por hora, ou uma morte a cada 12 minutos. Para efeitos de comparação, as mortes registradas por violência pública, causadas por armas de fogo, objetos cortantes e agressões em geral, no mesmo período foram 260 mil.
 
A cor amarela, sinal de atenção, pauta o movimento com a intenção de colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

Comentários